quarta-feira, 25 de julho de 2012

Halbzeit - 20 semanas

Metade da gravidez já lá vai, como o tempo passa... Bem, espero eu que seja metade, quero muito levar esta gravidez até às 40 semanas e desejo muito conseguir o parto que idealizo. Mas também não quero ter muitas esperanças para não me sentir tão desiludida se assim não for.

As medidas estão a ser tomadas:
- descanso;
- caminhadas leves e regulares;
- 3 litros de água por dia (o que está a ser muito difícil);
- controlo do ganho de peso (até agora já cá estão mais 5,200 Kg);
- acompanhamento médico mensal;

No próximo mês vou começar um controle mensal especial, vou fazer um exame sanguíneo que vai ajudar a detectar quais as probabilidade de ter novamente Hellp-sindrome. (não sei o nome do exame mas assim que souber eu escrevo aqui)

Ontem foi o a segunda ecografia morfológica, está tudo bem com o bebé... e contrariamente ao que o médico achou na consulta anterior afinal vamos receber mais um menino :) O Leo sempre disse que queria um mano, ficou super feliz.
Nomes ainda não temos, (como é difícil dar o nome... ) queremos um nome que se diga igual em alemão e português e as dicas são bem vindas :)

Na próxima consulta vamos determinar com o médico qual o hospital onde vai ser o parto, para no caso de acontecer o mesmo que da ultima vez não seja necessário separar-me do meu bebé, acho que não aguentaria outra igual. Doeu muito e ainda hoje dói, não ter tido o Leo comigo nos seu primeiros 4 dias de vida. 
Desta vez vou preparar tudo com antecedência, hospital em caso de urgência e Geburtshaus em caso de correr tudo bem. A Geburtshaus é uma espécie de clínica mas bem mais familiar onde é feito o parto natural na presença da parteira e em que os médicos e todos os aparelhos de um hospital normal só aparecem se necessário. E ao fim de 2 - 3 horas de o bebé nascer iremos para casa. Ai como eu quero conseguir ter assim o meu segundo filho... 

- Deixo aqui um video de uma visita guiada a uma Geburtshaus, não é a que eu visitarei mas todas seguem o mesmo principio. (está em alemão)


E por agora está tudo a correr muito bem 
O bebé mexe-se muito, amo sentir-lo dentro de mim :)

Fiquem bem e enviem-me as energias positivas que conseguirem :)



segunda-feira, 16 de julho de 2012

Ajuda-me a fazer sozinho

"Ajuda-me a fazer sozinho" é a base da pedagogia Montessori, que aqui em casa seguimos muito à risca pois para nós faz todo o sentido que assim seja, que o meu filho se sinta capaz de fazer as coisas mesmo que estas tenham que ser adaptadas às suas capacidades ou demorem mais tempo a serem executadas.
Desde o jarro de água e do copinho que fica acessível a ele (já mostrei por aqui), ao adaptador da sanita, às escadas para poder sem problemas lavar as mãos, aos brinquedos acessíveis, ao armário pequeno onde guarda sapatos e casaco quando chega a casa, à cama baixa, são todas umas pequenas adaptações para que ele se sinta mais independente. E sempre participa em todas a tarefa do dia-a-dia (cozinhar, colocar a louça na mesa, arrumar o quarto dele) com gosto e quanto mais capaz se sente mais eu me sinto grata por ter seguido este caminho.

Sempre o incentivo muito a fazer as coisas sozinho, ensino, oriento e deixo que ele vá treinando, como ele mesmo diz.
Mas quando se trata de se vestir e despir é muito difícil insentivá-lo, ele simplesmente não quer nem tentar e como não quero força-lo tento arranjar maneiras divertidas para o motivar. A última que funcionou maravilhosamente bem e desde então sempre faz sozinho foi a MAGIA PARA VESTIR O CASACO :)
Apesar de por vezes ainda dizer "Eu não consigo"(frase típica do momento de vestir e despir) consegui pelo menos quebrar algum gelo. Penso que de agora em diante vai haver muita evolução :)

video
(Desculpem a posição do video :) )

E por aí os vossos filhos já se vestem e despem sozinhos?

terça-feira, 10 de julho de 2012

Convulsão febril

Criança não devia ficar doente nunca, não acham? Ainda bem que eu estava com as energias no máximo pois o fim de semana não foi fácil... Passamos uma noite no hospital. Como eu detesto dormir  no hospital grrrr

O Leo é uma criança muito saudável desde que nasceu e já lá vão quase 3 anos só ficou realmente doente, doente de precisar medicação, 3 vezes. Nunca tomou um antibiótico. As constipações e tosses que teve foram todas curadas com o meu xarope caseiro (receita aqui) e muito miminho. Segredo??!! só se for a amamentação exclusiva até aos 6 meses sem uso de suplementos e prolongada até aos 2 anos (da qual me orgulho muito) e da alimentação, segundo a mamã aqui tão rigida, sempre equilibrada (uma refeição principal tem sempre sopa de legumes, prato principal sempre acompanhado de legumes e fruta de sobremesa, nas restantes refeições ele come muita fruta, sumos naturais feitos pela mamã, frutos secos, produtos integrais e alguns produtos lácteos) - sou muito rigida quanto á alimentação do Leo e da minha família. Guloseimas ficam para muito raras excepções e estou sempre atenta à sua qualidade. Um afruta docinha deixa o meu Leo lambuzado e feliz como qualquer guloseima faria.

Mas hoje estou aqui não para falar das maravilhas de uma alimentação cuidada mas da convulsão febril,   este fim de semana o Leo teve pela segunda vez :( a primeira foi à cerca de um ano, não falei dela aqui pois era-me muito difícil recordar.

Para quem não sabe uma convulsão febril é o distúrbio convulsivo mais comum na infancia. Ocorre em  2 a 5% das crianças até cinco anos de idade. Ela é definida como "uma crise que ocorre na infância, geralmente entre três meses e cinco anos de idade, associada a febre, mas sem evidência de infecção intracraniana (como meningite) ou de doença neurológica aguda (trauma, tumor)". Normalmente não deixa sequelas, raramente ocorre mais de três vezes. A crise febril normalmente é generalizada e ocorre durante a rápida elevação da febre.
Começa de repente, no caso do Leo, ele fico estático com os braços rígidos ao longo do corpo, pele e lábios azulados, olhos vidrados e  sem reacção a estímulos e nesta segunda vez espumou da boca e durou na primeira vez cerca de 4 minutos e agora cerca de 1,5. O Leo voltou a si sem intervenção médica mas nem sempre assim acontece. É uma reacção nada bonita de se ver.
Na primeira vez eu entrei em panico pois pensei que o Leo tinha morrido nos meus braços eu não sabia o que estava a acontecer liguei o 112 e em 5 minutos tinha a casa cheia de médicos só depois no hospital é que eu consegui acalmar e aí chorei muito, foi muito difícil e por isso ainda me é difícil recordar. Esta vez, embora ficasse nervosa foi mais fácil pois eu sabia o que estava a acontecer.
Por causa de uma simples infecção na garganta que em dois dias está boa teve 39 de febre repentina coloquei paracetamol mas ao fim de 20 minutos fez a convulsão, quando os médicos chegaram estava com 40, de noite no hospital voltou aos 40 de febre mas no domingo ao fim da tarde a febre baixou e não veio novamente.
Quando isto acontece devemos deitar a criança e observar o mais calmamente possível e ver se a criança volta a si, ligar para o 112 ao fim de 1 minuto sem reacção.

Sei que existem vários tipos de convulsões e esta é de todas a menos grave, nem quero imaginar se fossem mais frequente, mas infelizmente existem crianças a passar por isso :(
Em regra, as crianças que sofrem convulsão febril são internadas, durante 24h, mais para que os pais se acalmem do que por causa da criança, as convulsões febris são benignas. A partir do momento que são diagnosticas e excluida a hipótese de ser outro tipo de problema deixa-nos a nós pais mais calmos.

O fim de semana não foi fácil mas agora estamos bem novamente :)

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Há como não ser feliz?

Sabem aquela limpeza geral que por vezes temos que fazer na casa, aquela de afastar os móveis todos e "destralhar" todas as divisões da casa? Pois bem, eu tive que fazer uma dessas limpezas, umas dessas organizações mas na minha cabeça.
Tirei um mês para me desligar de tudo e fazer a organização e reflexão necessária para continuar a minha vida em pleno, não que estivesse a correr alguma coisa mal mas estava tudo fora do lugar.
E em casa dos papás consegui renovar-me fisicamente e psicologicamente... hoje estou como nova a curtir muito o Leo, o marido e a gravidez que embora me traga muitas preocupações e ansiedade está a correr lindamente.
Tinha muita coisa a ocupar a cabeça e tudo muito desorganizado. Acho essencial estas pausas e desde que o Leo nasceu eu tinha-me esquecido de pausar um pouco.
Este desgaste estava-se se reflectir no meu humor e por vezes na falta de paciência. Tinha mesmo que ser... tiveram muitas saudades minhas? :)

E no meio do meu retiro de reflexão e relaxamento ainda houve tempo para morrer de amor: :)

Deitada a adormecer o Leo, com os olhos fechados e quase a viajar eu mesma no país dos sonhos, senti a mãozinha pequena e fofa dele a acariciar-me o braço, recebi um beijo na face e ouvi a voz mais doce do mundo a dizer:
"Dorme bem, gosto muito de ti"

Criança percebe mesmo quando estamos a precisar de um mimo.
Há como não agarrar , beijar e enlouquecer de amor?
Há como não ser Feliz?

Agora em pleno e muito feliz vou aproveitar muito o bom tempo para cumprir a minha missão como mãe e brincar muito com o Leo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...