quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Como lidar com a desilusão?

As desilusões que as crianças sofrem na escola ou no seu dia-a-dia são contraproducentes e podem afectar a sua vida e o seu desenvolvimento. O que podem os pais fazer para preparar as crianças para esses fracassos? 
A maioria das pessoas durante a sua vida têm que lidar com fracassos, estes recuos e desilusões são inevitáveis e no caso, de se ser uma criança a família só terá que estar sempre ao lado dela, ajudando-a a ultrapassar este momento de forma a esta encontrar de novo o caminho que perdeu.
A teoria é sempre mais fácil que a prática, pois cada criança é um individuo único e portanto não existem fórmulas que nos ensinem como proteger os nossos filhos contra fracassos e desilusões.

O que podemos então fazer?
Nada é mais frustrante para uma criança do que trazer da escola notas baixas ou demonstrar um desempenho ruim em determinada área. Nestes casos, nós pais não devemos nunca reagir com sanções, mas sim motivar a criança a continuar e lembrá-la das suas habilidades individuais. A escola e os professores têm também um papel muito importante nestas situações e não poderão deixar de reconhecer as capacidades da criança e de as promover individualmente. Além disso, os professores e nós devemos ajudar a corrigir o mau desempenho da criança com cuidado, evitando a todo o custo que esta se sinta inferiorizada perante os outros. Pois nada é mais desagradável para as crianças que serem confrontadas com os seus fracassos e desilusões em frente a outras pessoas, principalmente quando estas são também crianças. Devemos sempre dar-lhe a oportunidade de melhorar os maus resultados sem que se sinta como uma nódoa perante os outros.
Crianças que sofrem desilusões frequentemente tornam-se tímidas, fechadas e tristes. Experiências positivas no seu dia-a-dia ajudam a fortalecer a sua confiança. por isso é imperativo que nós pais,  perante uma situação destas, nos dediquemos a incentivar e a apoiar as qualidades que o nosso filho tem, um determinado talento, em musica ou em desporto por exemplo. Ajudar a criar, manter e solidificar amizades positivas ajudar-lhe-ão a combater a timidez. E não quero com isto dizer que devemos de ir em busca de amigos para os nossos filhos, eles deverão fazê-lo sozinhos na escola ou nos seus tempos livres, mas nós poderemos criar as situações para que esse processo seja mais fácil, ajudando-o a participar ou criar actividades em que  os amigos estejam presentes (como por exemplo: passeios ou jogos colectivos ao fim-de-semana).

É de extrema importância para o bom desenvolvimentos dos nossos filhos estarmos atentos e sabermos apoiar, confiar e dar confiança no momento em que estes estejam a sofrer uma desilusão... um fracasso. 
As desilusões e fracassos também nos ensinam a saber que não devemos desistir e sempre continuar mesmo que o caminho esteja difícil, de modo a conseguirmos atingir os nosso objectivos, os nossos sonhos.
Portanto nós pais não devemos, por mais que às vezes possa doer, deixar longe dos nossos filhos as dificuldades que o mundo possa colocar no caminho....  Devemos sim ajudá-los e ensiná-los a ultrapassá-las, quando possível evitá-las mas nunca a esconder-se delas.

2 comentários:

Anónimo disse... [Responder Comentário]

oi... não sou mae mas sim filha e sei o quanto é dificil chegar a casa com problemas e os pais não ligarem nenhuma. pelo contrário ate metem mais embaixo... enfim a vida as vezes é assim... gostava que isso que voce escreveu todos os pais aplicassem, isso seria muito bom tanto para os filhos como para os pais. assim a relação entre eles fortaleciam muito mais... Adorei seu texto.
Fique bem.

Anónimo disse... [Responder Comentário]

É muito doloroso para uma mae nao saber o que fazer quando o filho (a) nao esta "feliz", sempre tentava fazer com que minha filha olhasse para um outro angulo da situação, mas quando ela percebeu que mexia mais comigo do que com ela, ela começou a usar contra mim tais situações, por exemplo: ela dizia que nao queria dormir sozinha q estava triste naquele dia or conta da tal situação e ate chorava ... Aprendi a desviar o foco, falar muito pouco sobre o ocorrido para nao dar um foco ainda maior, e digo que sempre estaria ao lado dela.. melhorou muito... Muito mais do que conversar sobre o assunto, mas isso pq ela é bem novinha, acredito que quando ela estiver mais velha, poderei e terei que mudar de estratégia... Valeu pelo texto é otimo...

Publicar um comentário

Partilha comigo a tua opinião

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...