segunda-feira, 23 de agosto de 2010

O que farias nesta situação?


A situação que apresento provocou grande discussão de ideias cá em casa um dia destes. Gostaria de ter mais opiniões. Partilhem comigo.

"O seu filho está a brincar com um amiguinho, aparentemente, tudo corre bem até que de repente o seu filho ao brincar no escorrega empurra com violência o amiguinho, este cai no chão e magoa-se com alguma gravidade."

O que fariam no momento imediato que esta situação ocorresse? Como reagiriam com o vosso filho?

7 comentários:

Cora disse... [Responder Comentário]

Converse e mostre o que ele fez!
E faça a retórica.
E se fosse com você filho, gostaria que o amigo o empurrasse?

mostre a ele que estas atitudes não serão toleradas que este comportamento não é adequado!

ESpeCiaLmente GaSPaS disse... [Responder Comentário]

A criança teria que idade?

Penso que a idade poderia ter alguma influencia na reacção da criança.
Muito nova poderia ser a tentativa de imitar algo. Mais velhinha uma acção consciente...

De qualquer forma o ideal seria explicar que o que fez não se faz. E no caso de ter de ir ao hospital, porque não acompanha-la para perceber melhor a gravidade do que fez?

Sofia disse... [Responder Comentário]

Pois realmente não referi a idade que é bastante importante, falha minha. Na situação que foi discutida a criança teria 2,5 a 3 anos.

No momento imediato ao acontecido nem todas as mães teriam o sangue frio para uma conversa amigável para a criança entender que agiu mal. O que eu acho que seria o politicamente correcto, mas infelizmente nem sempre assim acontece...
Aguardo mais opiniões...

ESpeCiaLmente GaSPaS disse... [Responder Comentário]

Pois, o estarmos aqui a opinar é bem diferente de vivermos a situação.

Penso que nessa idade a criança já compreende a dor e o facto de que não se deve magoar os outros, não sei é até que pouco já compreende as consequências que podem advir do magoar... Ou seja será que compreende que espetar um lápis no olho (é macabro mas é um exemplo) de uma amigo, vai fazer com que a vida da outra criança seja diferente.

Mas sem duvida nesta idade penso que o ideal é explicar à criança o erro que cometeu, o que fez de mal, as consequências. Até se poderia exemplificar com um animal amigo da criança, tipo: Se fosse o teu cãozinho a partir a pata ele ia sentir dor, ficar triste e sem poder correr...

Castigar ou bater... penso que não seria boa opção.

Fe Piovezani disse... [Responder Comentário]

Nossa....Acho que da mesma maneira que faço sempre...converso, mostro que machucou, faço pedir desculpas, enfim...mas se o amiguinho se machucar gravemente, ou se magoar? Não entendi bem. Pois se o amigo se machucar, vixe...ficaria super sem graça, mas socorreria o moleque e faria com que ela participasse de tudo. Se ele só se magoasse, conversaria com os dois juntos, faria pedir desculpas, enfim.....nossa, que difícil!
obrigada pelo comentário lá no blog, querida. beijos

Minéia Pacheco disse... [Responder Comentário]

Bem, se fosse com meu filho no exato momento do acidente, já que meu filho tem apenas 2 anos e meio, me abaixaria para ficar na altura dele e olhando firmimente em seus olhos lhe diria que o que tinha feito era algo totalmente errado e não aceitável. Iria junto com ele socorrer o amiguinho e falando sempre que esse tipo de coisa não poderia mais acontecer!
Não dá para tomar uma atitude mais rígida, já que a criança é muito novinha, na minha opinião uma boa conversa seria o suficiente!
E claro, fazer com que o filho se desculpe com o coleguinha!

Beijinhos...

Lina disse... [Responder Comentário]

Como profe. da faixa de 4 p/5 anos, pois não tenho filhos ainda, mas converso com eles(com o que empurrou e o que caiu), pedindo que se fosse com ele se ele iria gostar, logo após ele tem que cuidar do colega até ele sarar, isso é se foi uma batida colocar gelo ou passar pomada se tiver algum arranhão... e olem vem dando certo...
Bjus...

Enviar um comentário

Partilha comigo a tua opinião

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...