quarta-feira, 2 de março de 2011

O que devemos comer?

Com os tempos que correm por vezes é difícil fazermos uma alimentação tão saudável como desejamos. Por vezes por falta de tempo, por vezes por comodismo, gulodice ou preguiça acabamos por consumir comida nada saudável.
Hoje deixo aqui uma ajuda para distinguir "comida a sério" de "outra coisa qualquer" ou se desejarem da "comida moderna":
Cada ponto que se segue pretende funcionar como um filtro para separar a 1ª das outras. Separar comida que eu chamo saudável, boa para a saúde e comida que apesar de por vezes nos parecer muito saborosa não passa de "outra coisa qualquer" e não comida...


Encontrei cada um destes pontos por acaso, num livro que apareceu aqui por casa, "Food Rules" de Michael Pollan, achei bastante interessante e aqui partilho com vocês:

1. Come comida;
2. Não comas nada que a tua trisavó não reconheceria como comida;
3. Evita produtos alimentares que contenham ingredientes que nenhum ser humano normal iria manter na despensa (ex: Ethoxylated diglycerides; Cellulose; Ammonium sulfate - se tu nunca os usarias para cozinhar porque deixas outros usar para cozinharem para ti?);
4. Evita produtos alimentares que contenham HFCS - xarope de milho em frutose (mais informações sobre HFCS podes ver aqui e aqui);
5. Evita alimentos que têm alguma forma de açúcar (ou adoçante), listado entre os três principais ingredientes;
6. Evita produtos alimentares que contenham mais de cinco ingredientes (referência aqui a produtos industriais, não à receitinha caseira de bolo de maça com nozes :) );
7. Evita alimentos que contenham ingredientes que um aluno de 3º ano não consiga pronunciar;
8. Compra os alimentos sempre que possível directamente ao produtor ou no mercado;
9. Evita alimentos com a palavra "light" ou "baixo teor de gordura" inserida no seu nome (produtos alimentares industriais em que lhes são retiradas as gorduras acabam por ser mais ricos em hidratos de carbono e açucares do que o produto original, o ideal é evitar os produtos ricos em gorduras e não substituí-los por produtos equivalentes mas alterados);
10. Evita alimentos que fingem ser algo que não são (como é o caso da margarina que finge ser uma manteiga);
11. Evita alimentos aos quais se faz publicidade na TV (já reparaste que a grande maioria da publicidade a alimentos na TV ou são produtos light ou fast-food? e ainda álcool? nunca vi publicidade a maças ou pêras...);
12. Quando fores ao supermercado incide as tuas compras na periferia do mesmo, evita o meio (este ponto deixou-me a pensar... mas realmente na maioria dos supermercados se circularmos pela periferia vamos encontrar a fruta e os legumes frescos, a carne e o peixe, o pão fresco, a água... nunca tinha reparado nisto!!);
13. Come apenas produtos que eventualmente possam apodrecer (se as bactérias, fungos e insectos gostam é bom sinal, mas claro temos que os comer antes que isso aconteça :) muitos produtos industrializados são processados de forma a se protegerem de competidores como as bactérias e neste processo são perdidos muitos nutrientes);
14. Come alimentos feitos com ingredientes que consegues imaginar no seu estado bruto ou a crescer na natureza;
15. Come apenas alimentos que tenham sido cozinhados por seres humanos;
16. Se o alimento veio de uma planta, come, se foi feito numa fábrica, não;
17. Não comas comida que chega a ti através da janela do teu carro;
18. Não comas comida que é chamada pelo mesmo nome em todas as línguas (Big Mac, Cheetos, Pringles...);

Ok... agora sinto que me alimento mal... faço imensa atenção na alimentação que ofereço ao Leo... Mas já a minha!!!! Como muitos legumes, fruta, peixe e carne frescos e desde que engravidei faço mais cuidado quanto à origem de cada produto, ai ai mas há dias (felizmente não muito frequentes) que não tenho em atenção alguns destes pontos :( mas vou ficar mais atenta. Se não é suficiente a motivação de viver saudável e feliz que seja para o Leo ter uma mãe saudável e feliz :)

E tu comes muitas vezes "comida moderna" ou segues todas as regrinhas no que diz respeito à alimentação?

6 comentários:

Tuka Siqueira disse... [Responder Comentário]

Muito interessante essa lista. Chega a ser engraçada, mas no fundo é tudo verdade, se não se pode pronunciar o nome, não se conhece o que é, melhor deixar de lado mesmo. Os produtos industrializados contem muitas coisas que nem sabemos o que é nem fazemos idéia de que estão ali. Um perigo pra saúde.

Beijos

disse... [Responder Comentário]

Nossa, acho que é dificil seguir essa lista a risca, hein? Aqui em casa sempre tem frutas e legumes frescos, mas para alguns produtos, acho que não seguimos totalmente a risca. Bom, ficarei mais atenta! Principalmente nos produtos de supermercado!

Filipa disse... [Responder Comentário]

Ai, que maravilha de post!! Adorei Sofia! E mais, afinal a minha "esquisitice", tem razão de ser. Infelizmente não sigo os pontos todos, mas vou tentar ;)
Obrigada pela partilha da informação
bjs

.:*Aline*:. disse... [Responder Comentário]

Nessa correria do dia a dia fica difícil (pra não dizer impossível) seguir todas essas orientações.. A maioria das pessoas se alimentam mal, e tem consciência disso. Culpa da falta de tempo.

ana isabel disse... [Responder Comentário]

OI Sofia

Eu tambem não me alimento muito bem, mas estas regrinhas já são um bom começo...
Só uma observação, aqui no Brasil, em alguns supermercados, as frutas e legumes ficam bem no meio e as carnes nos fundos...

Priscila disse... [Responder Comentário]

Olá, Sofia.
Obrigada pela visita lá no Revelar-se. Fiquei feliz.
Através dela pude conhecer seu espaço e gostei muito! Voltarei mais vezes.
Abraço!

Enviar um comentário

Partilha comigo a tua opinião

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...