quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

O casal precisa fazer parte da familia

Para o bem estar de uma família existem 2 factores a ter em conta no momentos de tomada de decisões: os filhos e os pais. Lógico?!! E tem que se ter em conta duas questões: "O que precisam os nossos filhos desenvolver para serem pessoas felizes e autoconfiantes?" e "O que precisam os pais para educar os filhos de forma satisfeita e feliz?"  Esta segunda questão está relacionada essencialmente com o casal em si e é muitas vezes posta de lado e esquecida a sua importância. 

Principalmente quando os filhos são ainda pequenos todas as nossas energias de pais são concentradas neles e a relação a dois é posta de parte. É inevitável que a vida de casal depois de ter filhos se altere, temos outras prioridades e responsabilidades, mas não deveríamos ser mais benevolentes quanto a esta dedicação no nosso papel de pais? Não esquecendo que ser pais não é só cuidar dos filhos mas sim cuidar da família como um todo?

Com a chegada do Leo a vida a dois cá de casa sofreu uma forte mudança e o facto de vivermos longe da família ainda torna as coisas mais difíceis.  Acabaram-se quase por completo as saídas a dois, ficamos com os raros jantares mais românticos que fazemos cá em casa, os quais estão permanente em risco se o Leo se lembra de acordar. Pelos testemunhos que leio e pelos casais que conheço isto não é muito diferente do que acontece em casa da maioria das familias. 

E porque é tão importante nós, como pais, não nos esquecermos de viver e aproveitar a nossa vida como casal?

Para construir uma família saudável e feliz é necessário cultivar com empenho todas as partes, deixar parte do jardim ao abandono vai fazer com que as flores comecem a secar. É verdade que existe o sentimento que nos une e a força que filhos em comum nos dá, mas uma coisa é estarmos juntos e felizes pelo que estamos a construir outra coisa é sentirmo-nos como um todo (casal e filhos) nessa construção. Pais felizes e satisfeitos com sua vida de casal são certamente um bom exemplo para os seus filhos. Boa disposição gera boa disposição. E certamente que os momentos menos bons da vida serão encarados de forma mais leve. Estes pais também se irão dedicar aos filhos, também se questionarão com a educação que estão a dar, com as necessidades dos seus filhos, mas estarão atentos a si como casal. Como fazem de tudo para satisfazer as necessidades dos seus filhos farão de tudo para satisfazer as do casal.

E é este equilíbrio entre o nosso papel de pais e casal que é necessário encontrar para a construção de uma família. Se nos dedicamos muito aos nossos filhos, se decidimos dar-lhe a melhor educação que conseguimos, se nos informamos sobre o que eles precisam em cada fase do seu desenvolvimento, se damos unha e carne para o seu bem estar então temos que incluir nessa lista de dedicação aos filhos a dedicação ao nosso parceiro porque só assim a nossa missão de sermos os melhores pais do mundo (pelo menos aos olhos dos nossos filhos) estará completa.

E você dedica-se à sua família como um todo? Eu vou certamente aplicar-me mais :)

5 comentários:

ESpeCiaLmente GaSPaS disse... [Responder Comentário]

Pois... isto por aqui é Piki, Piki, Piki... Como casal o tempo reduziu-se e bastante! Mas aumentar a família tem destas coisas... Temos é de guardar pelo menos 10 minutos por dia para o casal!

Ana Paula disse... [Responder Comentário]

Ola Sofia!! Adoro as suas ponderações e me vi neste post. Sim, a vida de casal muda com a chegada dos filhos e, assim como você, moro longe da familia. Até agora a nossa programação romantica se resume aos jantares em casa e, em estado de alerta, pois a Béa pode acordar a qualquer momento. No mais, acho importante sermos exemplo de pais carinhosos, que se respeitam, as crianças absorvem isso.
Bem ,quanto às saidas, como casal... Tenho poucos ,porém, bons amigos de confiança e estamos nos programando para, eu e marido, irmos ao cinema e ficarmos fora por 2 horas!! Vamos ver se tudo ocorrera bem.

Adriana Alencar disse... [Responder Comentário]

Excelente reflexão, Sofia! O equilíbrio familiar é diretamente proporcional ao equilíbrio do casal, não podemos esquecer disso!
Conte-me depois como ficou a sua feijoada de lentilha, hehehehe!
Bj
Adri

Fernanda disse... [Responder Comentário]

Sofia, as coisa mudam muito, principalmente nos primeiros meses, e primeiros anos das crianças. Depois eles crescem, tornam-se mais independentes e nós, pais, vamos reconquistando cada vez mais espaço e tempo, para ter uma vida de casal.
Confesso que durante algum tempo o meu casamento ficou em 2º lugar; noites mal dormidas ( certa vez o meu marido adormeceu em pé, a meio da noite, quando uma das crianças chorou!), interrupções constantes, cansaço, nada disso condiz com um relacionamento amoroso em polvorosa, LOL...mas passa! É outra fase, na vida do casal.

Beijinhos

Beatriz Zogaib disse... [Responder Comentário]

Olá Sofia! Obrigada pelo comentário no meu blog! Eu adorei conhecer o seu e me identifiquei muito com seus pensamentos... Pelo visto temos em comunm muito mais que um filho com o mesmo nome...
Parabéns pelas reflexões. Gosto muito quando encontro textos que são mais que diários do dia a dia e partem para o debate de idéias...
vamos nos visitando!
beijos
Bia (www.vidadamami.blogspot.com)

Enviar um comentário

Partilha comigo a tua opinião

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...