segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Prólogo - Birras

Os sentimentos podem-se dividir em negativos e positivos, tendo cada sentimento a sua utilidade, o seu propósito, tal como a raiva que nos faz sair de nós próprios descontroladamente. Expelir os nossos sentimentos é a nossa arma para a liberdade e auto-preservação. Embora que, por cultura, auto-controlo, respeito para com o próximo ou vergonha inibimos dentro de nós.
As crianças pequenas não têm auto-controlo e expressam os seus sentimentos de forma espontânea sejam eles gritos de alegria ou de raiva. Com o crescimento a criança tem que aprender a expressar os seus sentimentos de forma controlada adequada ao contexto social e orientando-os construtivamente.
Os pais podem e têm a função de ajudar a criança a utilizar a sua expressão de sentimentos. Infelizmente a maioria dos pais, incluindo eu mesma, tem problemas em lidar com as crises de fúria dos filhos, a tão discutida birra.
Pois é, meus amigos, com quase 15 meses o Leo entrou na fase das birras. E entrou com força desde Sábado. As primeiras manifestaram-se nas suas brincadeiras, estava ele a fazer uma torre com os blocos de madeira e esta caiu, como sempre acontece. E o que faz o Leo? Fica possuído de raiva  e atira com todas os blocos para bem longe dele. Nem parecia o meu fofo e meigo bebé :(
O auge (até agora) foi hoje na hora do almoço: estava eu a preparar a sopa dele e ele já estava na sua cadeirinha pronto para comer, muito bem disposto. Mas como a sopa estava quente eu não dei logo e disse que tinhamos que esperar.... foi o fim do mundo!!! Berrou, esperneou, chorou... levantou as mãos para me bater... e aí eu fiquei mesmo muito triste, falei calmamente com ele (com um grande esforço porque estava também muito zangada) e disse-lhe que estava muito triste. Deixei que continuasse no seu vendaval e continuei a colocar o almoço na mesa, ele acalmou e comeu alguma sopa. Passado uns minutos voltou a birra do nada... mesmo do nada :( Eu desisti de dar sopa e preparei o prato dele, ficou calmo num instante e começou a comer.
Estávamos nós de volta à nossa harmoniosa hora de almoço em família e o que acontece por surpresa minha??!!! O Leo vê o resto da sopa ainda na mesa e diz muito meiguinho para mim: "Sépa... sépa" e comeu a sopa toda, o prato principal e ainda uma fruta... super meiguinho e bem disposto.
Então eu fiz o diagnóstico: Inicio em avalanche da fase das BIRRAS!!!!
Já li muito sobre o assunto, textos de psicólogos, pedagogos... muitas histórias de outras mães... mas mesmo assim estou a sentir-me muito perdida sem saber o que fazer. Quero lidar com esta fase da forma mais calma e harmoniosa que conseguir. Pois sei que se trata de uma fase e os nossos pequenos precisam é de ajuda e não do nosso desespero.
Sei que a raiva que ele demonstra é a forma descontrolada do seu descontentamento por qualquer motivo, motivo que por vezes aos nossos olhos não faz sentido, mas é nesta fase, mais do que nunca, que temos que ver o mundo com os seus olhos e a sua compreensão, para não fazermos nenhuma injustiça. Sei que a raiva que ele demonstra não é violência. Violência é raiva mal direccionada.... e eu estou aqui para lhe dar as direcções que ele precisa.
Agora só me resta respirar fundo e contar até 10 ou 100 cada vez que vierem as crises... conversar com ele e ser firme. E acima de tudo controlar a minha raiva também... para o ajudar de forma serena.
Se alguém tiver uma poção milagrosa de cura contra este diagnóstico, por favor entre em contacto comigo :)

8 comentários:

Naiara Krauspenhar disse... [Responder Comentário]

Ai amiga, e que mãe não sofre desse mal?
GG teve uma fase que eu quase fiquei louca. Sério. Quase fiquei louca.
Deixava ela esperneando e saía pro jardim e chorava... copiosamente. Por não saber o que fazer, por mervosismo, por frustração, para não perder o controle.
Aos poucos a fase foi passandom tive que trabalhar uma paciencia que nunca tive.
Agora as birras são raras, e o cantinho do pensamento é nosso hábito aqui. E pra mim funciona muito bem, porque GG já entende.
O unico conselho que posso te dar?
Calma, muita calma nessa hora... rs
BJos

ESpeCiaLmente GaSPaS disse... [Responder Comentário]

O Piki tem 21m e posso dizer k as birras são raras, sempre foram. As poucas que ocorrem de momento são para mudar algumas fraldas ou para comer.

Geralmente tentamos entrete-lo com um objecto diferente ou algo que ele goste bastante de comer, como recompensa de bom comportamento. Outra técnica que uso é pedir-lhe ajuda para realizar tarefas :) Ele adora pq é a oportunidade de mexer em coisas diferentes.

Normalmente tento agir por antecipação à birra.

A técnica actual para ele comer tudo, depressa e calmamente é dar-lhe uma maq fotografica antiga para as mãos e 5 batatas fritas de recompensa no fim :)

Vai voluntário para a cadeira, ajuda a ir buscar a máquina, no fim diz:
- Tudo... petáta (ou seja comi tudo quero batata)
Eu conto as batatas enquanto ponho na mesa e ele ajuda-me a contar e já diz alguns dos números :)

Espero k ele continue assim: livre de birras :)

ESpeCiaLmente GaSPaS disse... [Responder Comentário]

Ah.. uma coisa que penso que costuma resultar nas birras, principalmente no inicio (antes deles estarem bastante irritados)... são ataques de cócegas ou coisas que os façam rir.

Houve uma altura que o Piki antes de ir dormir fazia e deixou de fazer com a ajuda das cócegas.
Antes de o deitarmos fica um pouco na nossa cama a brincar. E começou a dar umas palmadas ao pai... ralhar e explicar não resultava. Então inventamos a minhoquinha!!
Quando viamos que ele se preparava para atacar eu começava a gritar:
Miiiiiinhóóóquinhaaaa minhoquinha, minhoquinha... e ao mesmo tempo o pai começava as cocegas a imitar uma minhoca sobre o Piki... e ele partia-se a rir.
Hoje ainda fazemos a minhoquinha por brincadeira e ele esqueceu-se das palmadas por completo em pouco tempo.

Sofia disse... [Responder Comentário]

@ESpeCiaLmente GaSPaS Obrigada pelas dicas. A de ele ajudar nas tarefas acho que tenho que esperar mais algum tempinho que ele ainda não consegue fazer nada, só agora está a começar a tentar ficar de pé tadito :) Para comer sempre foi uma maravilha só mesmo hoje fez birra mas acabou por lhe passar sem eu fazer nada e comeu tudo de uma vez. Mas se a coisa se complicar talvez uma recompensa não seja má ideia (não vai ser batata frita porque eu não faço fritos em casa :) detesto lavar gordura e ele ainda nem sabe o que isso é)
Nós cá em casa também temos a brincadeira da minhoquinha mas brincamos sem valor pedagógico ihihih adorei a ideia.

Sofia disse... [Responder Comentário]

@Naiara Krauspenhar Olá Naiara,
é mesmo uma fase complicada esta, mas faz parte, né?
Só mesmo a calma e serenidade nos poderão ajudar... mas que é difícil é... e eu que ainda só estou no começo aiai

ESpeCiaLmente GaSPaS disse... [Responder Comentário]

Eu tb raramente fazia fritos e sempre disse que só mais tarde os daria ao Piki... mas como experimentamos uma vez (há pouco tempo) e resultou. É normalmente algo que se usa como ultimo recurso. Esta semana andei a usar mais porque isso tem motivado ele a comer tudo (ele normalmente não comia tudo)... e como ele tem vindo a baixar de percentil e o pedi disse que se na consulta dos 24 tivesse baixado mais, logo via o que fazia... hihi... e eu não quero que ele faça nada porque o puto é saudável e os percentis são uma treta, estou a ver se engordo um pouco o "porquito"... hihihi.

Normalmente as recompensas que dou e ele adora são pipocas feitas em casa, cenouras, tremoços, arroz tufado e amendoas dos clusters, pão (mas ja passou de moda), queijo (tem dias)... tento ter o cuidado das coisas mais doces, salgadas ou fritas dar em pequeno tamanho e quantidade. Já tentei a gelatina mas o gajo brincava com a aquilo a escorrer da colher e depois ria-se... :P e com grão, mas ele na achou piada!

Mas o teu ainda é novito para isso (fritos)... fica a ideia para mais tarde :) até porque qd ele descobrir que batatas fritas existem.... hihihi... depois logo me contas!!

Com a idade do teu o truque que eu usava (isto depois tem de se ir ajustando os truques às idades... hehe) era mesmo os anúncios... Ele ficava tão vidrado que comia, mas tinha de dar-lhe rápido porque ele parecia ter um cronometro e ao fim de X tempo já não queria mais!! :P

Pois com essa idade a ajuda ainda não é muita, aliás nem com a idade do meu, mas eu lá vou pedindo ajuda e ele gosta. Ontem ajudou-me a carregar um balde enorme de roupa para estender... hihihi eu é que fazia a força toda e gemia.. e ele ia com um ar compenetrado de ajuda!

O teu agora vai entrar numa fase mais gira de interacção e que te vai deixar mais livre. Se por um lado o andar tem de nos deixar mais alerta por outro tb nos liberta bastante!

Sofia disse... [Responder Comentário]

@ESpeCiaLmente GaSPaS Olá
Se o Piki come melhor com a recompensa dos fritos porque não. Eu também acho que fritos bem feitos (em óleo bom e não muito queimado) não são menos saudáveis que muitos guisados com montes de gorduras animais, né? Desde que a alimentação seja variada e equilibrada fantástico. Para comer o Leo ainda não dá problemas, só mesmo quando lhe dá para a birra, mas eu espero um pouco e ele acaba por acalmar-se e por comer sem dramas.
O Leo tb adora cenouras :) ervilhas e "bóculo".
É tão giro ver o interesse dos pequenos a tentarem serem úteis :) com o meu ainda vou ter que esperar uns tempos.
Agora o que me deixa mesmo um bocado perdida é estes excessos de raiva que ele tem, nestes últimos 4 dias tem sido sempre assim, pode estar a brincar e lembra-se atira com tudo, irrita-se, chora... enfim...
Hoje descobri que estão a chegar os 2 dentes da frente em cima (ele só ainda tem 2 dentinhos... acho que é de ser prematuro que estão a demorar mais) e se calhar é por isso que anda assim tão irritado.
Paciência é o que me resta ter :)

ESpeCiaLmente GaSPaS disse... [Responder Comentário]

Pois pode ser os dentes, sabes que até nós quando nos doí algo nem conseguimos estar bem e acabamos irritados.

Felizmente nunca notei no Piki grande incomodo com os dentes. Nem foi de se babar.

As birras dele 95% das vezes estão associadas a sono... havendo sono nada está bem, tem mesmo de ir dormir e fica feliz por ir :) Comer quando tem sono impossível mesmo,

O ficar irritado a brincar, o meu também acontece mas noto que de forma suave... Ele tenta por exemplo colocar um boneco no carrinho, mas como não consegue encaixar, resmunga, choraminga fica com cara aborrecida e ao fim de 1 ou 2 minutos chama-me para eu o por.

Atirar com tudo, penso que acaba por ser um pouco normal numa fase em que ainda não conseguem construir, então entretêm-se a destruir.
Acaba por estar associado ao que eu disse a cima.

Uns se calhar expressam a frustração de não conseguir duma forma mais "enérgica" que outros, será?


As cenouras... no outro dia fui ao pingo doce. Ele viu umas cenouras lindas coloridas reluzentes hehe a olhar para ele e quis uma... dei-lhe e agarrei um saco para pesar na caixa.
Ele foi roendo...
Chegamos à caixa para pagar (ele costuma dar as coisas mas naquele dia o sono já devia rondar) e não quis largar a cenoura.
Estava um homem na caixa (insensibilidade masculina hihihi)... eu a tentar tirar-lhe a cenoura e a pensar: podias dar a cenoura fogo, isto deve valer uns 5 cêntimos.... e não estava mesmo a conseguir tirar, Piki já a chorar e a agarrar a cenoura com as duas mãos. Quando a tirei desata num berreiro e a engasgar-se... na mesma altura chega uma supervisora das caixas e diz: Deixe estar, dê lá a cenoura ao menino, pelo amor de Deus, não é por isso que o hiper vai à falência, tomara eu que a minha gostasse de cenouras!!!!
hehe e lá voltou ele a morder a cenoura todo contente :)

Enviar um comentário

Partilha comigo a tua opinião

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...