domingo, 6 de Maio de 2012

Aqueles que nunca foram crianças

Existe um espécime humano que me parece que nunca foi criança ou então não o deixaram ser (o que não deixa de ser muito triste) ou pior ainda, um espécime que durante o seu desenvolvimento deixou de ter vida própria e passa o dia a "rosnar" sobre a vida dos outros.
Conhecem este espécime?

Não estou ressentida, nem chateada com ninguém em particular, tanto que, o meu estado de espirito do momento é de completa harmonia com o mundo e indiferença aos que não acrescentam nada na minha vida.

Mas digam-me lá minha gente, se não é triste ver pessoas intolerantes a crianças. E não estou a falar daquelas crianças que fazem uma tamanha birra num local fechado ou aquele bebé que chora não se sabe bem porquê incansavelmente... porque nestes casos eu até consigo entender que possam estar a incomodar. Eu mesma como mãe numa situação dessas me sinto incomodada por estar a incomodar e se possível afasto-me do local para acalmar a cria.
Claro que quando não é possível espero alguma tolerancia das pessoas que nos rodeiam.
Birras exageradas e choros de fome são de certa forma culpa nossa, dos pais, e temos, a meu ver, de minimizar ao máximo a sua ocorrência de forma a não provocar mais inimigos.

Mas o espécime que me refiro é aquele que se incomoda com a normal vivência da criança: o correr, o cantar, o explorar do mundo e mesmo o xixi que escapa no meio de uma brincadeira (sim podem acreditar).
Vivo num bairro com muitas crianças, no qual existem vários parques infantis, vários privados e 2 públicos. Os parques públicos ficam na zona de prédios novos, os quais foram projectados aquando a construção do bairro, ou seja, todas as pessoas que compraram ou alugaram apartamentos sabiam da sua existência.
Eu não alugo casa junto à linha do comboio porque não gosto do barulho do comboio, certo?

Pois bem, o que se faz a alguém que se incomoda com o barulho que crianças fazem a brincar porque escolheu viver junto de um parque de crianças?
Lembrar-lhe que um dia já foi criança? Lembrar-lhe que as crianças são necessárias nem que seja para um dia lhe pagarem a reforma...
Fiquei tão indignada com o comportamento de uns destes espécimes que não consegui ficar sem partilhar com vocês...
Um destes espécimes foi capaz de pegar na mangueira do seu jardim e "regar"um criança de 2 anos e pouco que balançava no baloiço. Podia ser o Leo... fiquei parva quando soube da história. E parece que a mãe ficou também que nem soube como reagir... este espécime merece ser considerado humano?

Mas a história não acaba aqui... esta semana o Leo brincava na caixa de areia com uns amigos de repente disse que queria fazer xixi, não dando tempo para ir até casa afastei-me um pouco do parque e o Leo fez o seu xixi junto a uma árvore. Fique claro que não é uma prática comum (mas que por vezes acontece com os pequenos que brincam no parque) e que se fosse eu aguentaria, mas o meu filho tem 2 anos e meio não consegue aguentar como eu, certo.
Qual não é o meu espanto quando chega um senhor, vindo directamente do seu jardim, muito indignado e achando-se cheio de razão reclamar conosco... que o que fazíamos era errado. Disse-lhe simplesmente que se tratava de uma criança e virei costas, ele lá continuou a barafustar.
Como pode existir gente tão pouco gente???
É triste de ver... Será que nunca foram crianças??
Ou então serei eu que estou errada?

O que mais me deixa com pena desta gente é saber que SE FOSSE UM CÃO a fazer xixi na árvore não haveria problema nenhum. Este mundo está muito estranho...


3 comentários:

Deborav disse... [Responder Comentário]

Sofia, super assimo embaixo de cada palavra desse seu post. Mas só pessoas que não tem filhos ou esqueceram que foram crianças um dia Tem esse tipo de comportamento. è triste, mas é a realidade. É óbvio que não se pode tolerar os excesssos dos pequenos, mas não podemos esquecer de que eles são crianças e não se comportam como adultos. E faxia já um tempinho que não vinha aqui... Fiquei muito feliz com a novidade de que vc está grávida de novo. Bem-vinda ao clube, amiga ! Também estou esperando meu segundo filho, aliás, filha. Estou com 18 semanas, mas como já fiz a amniocentese, já sei que é uma menina. Tente relaxar. Nenhuma gravidez é igual a outra... E se com vc acontecer como comigo, ou seja, mais cansaço e enjoos do que da primeira vez, pode ser que venha também uma menininha pra vc ! Um abraço e felicidades !

FernandaSampaio disse... [Responder Comentário]

A sério que isso aconteceu?! Estou indignada...
Essa gente foi criança sim, mas a vida deve te-los tornado amargos e infelizes. Uma pena.

Beijinhos

Juliana Protásio disse... [Responder Comentário]

Nao entendi a parte da arvore, nosso portugues é diferente :)
Estou amando seu blog.

Enviar um comentário

Partilha comigo a tua opinião

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...