quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Quando devemos começar a ensinar o bebé o certo e o errado?

Já várias vezes foi feita esta pergunta ao maravilhoso motor de pesquisa do Google e este direccionou para o meu blog e para que não volte a acontecer as pessoas chegarem aqui e não encontrarem a resposta directa ao seu problema decidi responder directamente :)
Pois é, eu tenho a resposta. Embora seja autodidacta em muitas áreas não sou especialista em educação, em psicologia do desenvolvimento, em gestão do desenvolvimento infantil e mais uns quantos "ãos" e "logias, mas tenho a resposta.
Aqui vai: Devemos começar a ensinar o bebé o certo e o errado desde que engravidamos.
Não passas a comer mais saudável? Não deixas de fumar? De beber álcool? Não te preocupas mais com o teu bem estar? Com o teu humor? Até com os teus desejos?
Pois eu acredito que é aqui que começamos a ensinar o certo e o errado aos nossos filhos e continuamos este processo até que eles sejam capazes de por si só analisarem os seus actos corrigi-los e adaptá-los a cada situação da sua vida.
Agora deixando este tom mais de brincadeira mas ao mesmo tempo sério, o que eu quero dizer é que ensinar o certo e o errado é feito pelo exemplo e partilha de confiança que nós damos aos nossos filhos, com o exemplo que deixamos a todas as crianças em geral. Em quem mais elas poderão confiar e seguir se não formos nós adultos. O nosso papel é acima de tudo dar o exemplo.
Se deres um bom exemplo ao teu filho, se partilhares com ele confiança, carinho e atenção, se lhe deres o seu espaço mas ao mesmo tempo os seus limites, acredita que será muito fácil ele compreender o que é certo ou errado. Mesmo quando se trata de pequenas coisas, como por exemplo, não mexer no fogão porque se pode queimar, conversa com o teu filho, ele confia em ti... dá-lhe atenção e ensina-lhe o que é estar quente ou frio, ele entenderá. E até coisas mais sérias como é errado roubar, é errado bater... nestas nada melhor que o bom exemplo, não acham?
E ensinar o que é certo, como se faz? Esta então é de caras... é certo partilhar carinho, é certo ajudar, ser-se simpático, respeitar o próximo... como vamos ensinar o nosso filho? Simples. Dando o exemplo mais um vez. E quando o devemos fazer? Já, agora e sempre....

Eu ainda acredito que ser boa pessoa, praticar o bem é daquelas epidemias bem contagiosas...
"Faz aos outros o que gostas que te façam a ti"
E tu? Dás um bom exemplo?

Espero ter enriquecido os resultados das pesquisa no google :)

5 comentários:

Camila disse... [Responder Comentário]

É isso aí, estou super de acordo com tudo o que vc falou no seu post! E tento sempre seguir esse exemplo, mesmo que seja difícil e cansativo educar, não é mesmo? Mas a gente não pode desistir nunca!
Bjos!
Camila
http://mamaetaocupada.blogspot.com/

Anne disse... [Responder Comentário]

Oi Sofia! Essa é uma reflexão muito importante, com uma conclusão sublime. Somos exemplo e desde sempre, façamos o melhor!
Beijos!

ESpeCiaLmente GaSPaS disse... [Responder Comentário]

Subscrevo e assino por baixo. Concordo inclusive com as virgulas e pontos finais :))

Naiara Krauspenhar disse... [Responder Comentário]

Concordo muito. Mudei muitos "maus hábitos" com a chegada da GG... e sei que tenho que mudar mais alguns, pois de nada vai adiantar ensinar-lhe algo que eu não pratico, correto?
Lindo texto.
BJokas
Naiara
http://littlelittlediva.blogspot.com

Sarah disse... [Responder Comentário]

Exemplo é tudo!! Nas atitudes cotidianas, na alimentação, na educação. Aliás, um bom exemplo ensina muito mais do que ficar só na teoria.
beijo!

Enviar um comentário

Partilha comigo a tua opinião

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...