segunda-feira, 18 de abril de 2011

A brincar também se aprende - uma questão de concentração

Lembro-me, de quando pequena andava de carro com a minha família, brincava com os meus irmãos para a viagem não ser tão aborrecida, brincávamos a jogos de palavras, cores, letras e números e era mesmo muito divertido. Por vezes, ganhava um ponto quem encontrava primeiro um carro com matrícula com 2 números iguais, outras com 2 letras iguais, outras vezes contávamos os carros de determinada cor, cada um tinha uma cor e quem contasse mais ganhava, lembro-me que o meu irmão muitas vezes me dava uma cor tipo rosa ou amarelo com bolinhas azuis e eu ficava triste por não contar carro nenhum :)
Estes jogos além de serem uma boa ferramenta para tornar as viagem mais curtas são óptimos para exercitar o nosso cérebro. E a brincar se vai aprendendo a nos mantermos mais concentrados.

Hoje deixo aqui uma série de jogos divertidos para jogar em família a qualquer momento. Jogos que além de proporcionarem momentos em família agradáveis permitem fazer um pouco de ginástica ao cérebro.

1. Corrigir errando - A mãe ou o pai colocam a  mão no nariz e dizem "Este é o meu cotovelo!" a criança deverá tocar no cotovelo e dizer "Este é o meu nariz!", repete-se o jogo com as diferentes partes do corpo aumentando a velocidade de reacção. A mãe ou o pai devem falar cada vez mais rápido e a criança tentar responder também cada vez mais rápido;

2. Memória e vocabulário -  A mãe ou o pai deverão colocar vários objectos sobre a mesa (aqui vale tudo) a criança observará os objectos durante 1 minutos e vira-se, retira-se um ou dois objectos sem que ela veja e ela vira-se novamente e terá que adivinhar qual o objecto ou objectos que faltam;

3. Viagem de sonho - Pais e crianças deitam-se no sofá ou na cama fecham os olhos e o pai ou a mãe começam a descrever uma viagem de sonho com muito sentimento e fantasia, todos deverão manter os olhos fechados e deixar a imaginação viajar (um óptimo jogo como exercício de relaxamento, bom também para fazer minutos antes de ir dormir);

4.  Habilidade e paciência - Pais e crianças constroem juntos castelos de cartas, jogam mikado ou jenga e estarão a treinar a suas habilidades de movimentos de precisão além da paciência (aquele que se mantiver mais calmo e paciente terá certamente melhores resultados), (aqui com o Leo, como ele ainda é pequeno, fazemos somente torres com bloquinhos de madeira até que fiquem bem altas e caiam, ele adora :) );

5. Sentir e descobrir -  Colocar numa caixa uma mistura de sementes secas (um pouco de ervilha seca, feijão, grão, lentinhas...) e tapar com um pano opaco. Escolher determinada semente (por exemplo ervilhas) e cada um terá que tirar o maior número de ervilhas que conseguir durante um minuto, mas sem olhar identificando somente através do toque (com o Leo cabo por brincar somente com as sementes e digo-lhe os nomes, ele sente, identifica e enriquece o seu vocabulário, mas atenção com crianças muito pequenas pode ser perigoso brincar com sementes estejam sempre a vigiar não vá o pequeno colocá-las no nariz);

6.  Treinar equilíbrio usando a concentração - Colocar uma corda no chão da sala e a criança deverá tentar caminhar sobre ela, de preferência descalça, sem se desequilibrar. Ou cortar quadrados de papel (A5) e espalhar pela sala ou pelo jardim, a criança deverá saltar de papel em papel sem se desequilibrar até à meta.

7. Mind games - Existe um grande número de jogos, tais como, puzzles, quebra-cabeças, procurar diferenças, procurar pares, jogos de cartas e também os chamados "pocket trainer" que desenvolvem a ambição e concentração das crianças e que podem proporcionar uns divertidos momentos em família.

8. Ouvir música, explorar sentimentos- Pais e crianças ouvem juntos um pedaço de uma música instrumental. O pai ou a mãe descrevem o que pensaram e sentiram ao ouvir a musica (por exemplo: viu uma paisagem, nevoeiro, ventos) a criança deverá descrever o que sentiu. depois juntos podem construir uma história com aquilo que imaginaram;

9. Ilusão óptica: Explorar o que cada um vê na imagem pode ser muito divertido e aguçar a imaginação dando muitas gargalhadas, além de desenvolver a concentração e percepção.

10. Contador de histórias: a linguagem é a base de todos os processos de pensamento. Portanto, é importante despertar o poder da fala desde cedo e de forma contínua. Estimulando a imaginação da criança contando uma história é um método divertido. A mãe ou o pai começam por exemplo com a frase: "Um homem com um chapéu passeava num parque..." Depois a criança faz mais uma frase contando um pouco mais da história. No final ficará uma história rica em imaginação e fantasia inventada por toda a família. 

Aqui ficam, desta vez, 10 ideias. E vocês conhecem jogos divertidos que fomentam a união da família e das conexões cerebrais?

5 comentários:

Naiara Krauspenhar disse... [Responder Comentário]

Quanta idéia legal!!!
Brincavamos muito no carro nas nossas viagens tambem. Era muito gostoso.
Anotei as dicas, adorei!
BJos

Ivana - coisademae disse... [Responder Comentário]

Sofia, simplesmente AMEI as dicas! Aqui em casa a gente usa muito a contação de histórias, é muito divertido. E ainda confeccionamos os livrinhos!

Adorei a do item 5 (Sentir e Descobrir), vou fazer aqui em casa!

Bjos!

disse... [Responder Comentário]

Adorei as dicas! Uma outra, que é uma variaçao da brincadeira das sementinhas, é colocar varios objetos conhecidos (pregador de roupa, caneta, bola) dentro de um saco. A criança tem que enfiar a mao no saco e dizer o nome do objeto so' pelo tato, sem vê-lo.

Nas nossas viagens de carro, eu tb brincava muito com a minha irmã de contar as placas de carro de determinada cidade ou terminando com tal numero...

Adriana Alencar disse... [Responder Comentário]

Gostei muito das sugestões, anotadas!
Beijo
Adri

Sarah disse... [Responder Comentário]

Quanta ideia legal Sofia! Vou anotar as dicas!
Uma outra brincadeira que é bem legal para viagens ou muito tempo no carro é o "minha tia é". Pode ser qualquer pessoa, tia, avó... A brincadeira é escolher uma letra e cada pessoa vai dizendo um adjetivo para a "tia" com aquela letra. Por exemplo, letra F: feia, fofoqueira, feliz... Quando alguém não souber essa pessoa sai e os demais continuam. Ganha quem souber mais palavras com a letra. Daí é só trocar a letra e começar tudo de novo!
beijos!

Enviar um comentário

Partilha comigo a tua opinião

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...