quarta-feira, 15 de setembro de 2010

O meu maior desejo

Antes de eu ser mãe,
Eu nunca tropeçava em brinquedos ou esquecia o texto de uma canção de embalar,
Eu não me preocupava se as plantas cá de casa eram venenosas ou não,
Eu nunca pensei em vacinação...
Antes de eu ser mãe,
nunca ninguém vomitou, babou ou fez xixi em cima de mim,
Eu estava em plena posse das minhas capacidades mentais,
Eu dormia todas as noites...
Antes de eu ser mãe,
Eu não precisava segurar um bebé a gritar para o médico examinar ou dar a vacina,
E ficar com os olhos cheios de lágrimas...
Antes de ser mãe,

Eu nunca fui feliz com um simples sorriso,
Eu nunca fiquei acordada até tarde só para ver um bebé a dormir...
Antes de ser mãe,
Eu nunca peguei num bebé no colo e fiquei simplesmente sem vontade do o deitar de novo na cama,
Eu não conhecia o sentimento de ter o coração partido em mil pedaços quando não podia parar a dor,
Eu não sabia que algo tão pequeno podia influenciar tanto a minha vida,
Eu não sabia que eu podia amar tanto alguém,
Eu não sabia que ia amar tanto ser mãe...
Antes de eu ser mãe,
Eu não conhecia o sentimento de ter o meu coração fora do meu corpo,
Eu não sabia que era tão boa a sensação de amamentar um bebé,
Eu não conhecia este vinculo entre mãe e filho,
Eu não sabia que algo tão pequeno e frágil poderia ser tão importante para mim,
e fazer-me tão feliz...
Antes de eu ser mãe,
Eu não acordava a meio da noite só para ver se estava tudo bem,
Eu não conhecia o calor, a alegria, o amor, a admiração,
o aperto no coração e a satisfação de ser mãe.
Eu não sabia que era capaz de sentir tanto - antes de eu ser mãe...

Está quase a fazer um ano que o meu "mais que tudo" nasceu, foi um dia muito difícil... em que senti o maior medo da minha vida, senti medo de o perder mesmo antes de o ganhar, senti medo de me perder... mas o meu pequeno era forte, pequenino mas muito forte e deu forças à mamã... não é um dia que eu goste de recordar por estranho que pareça... infelizmente não senti aquela felicidade que tanta mãe fala, de ter o meu filho nos braços assim que nasceu (tive que esperar 4 dias)... senti-me triste, senti que me tinham roubado o meu coração, fiquei revoltada e com medo... Mas apesar de tudo, estava a correr tudo bem  :)
Hoje sou super feliz... sou outra pessoa... sou mais forte... mais segura.... ganhei um novo sentido na vida 
Eu amo o meu filho acima de tudo... Sou mãe!!!

(hoje estou muito sentimental :) mas quando olho para esta carinha não posso sentir-me de outra forma)

Um óptimo dia

5 comentários:

Alma disse... [Responder Comentário]

Lindo! Simplesmente belo!
Parabéns, pela forma como todos os sentimentos foram passados para o papel e em especial por este ano de felicidade e crescimento.
E muito obrigada pela partilha!
Bjs
Alma

Fernanda disse... [Responder Comentário]

Muito bonito, Sofia!
Olha, também eu fiz todas essas descobertas com a maternidade. Somos hoje seres humanos mais ricos e melhores, porque somos mães :)
Parabéns!

ESpeCiaLmente GaSPaS disse... [Responder Comentário]

Como dizia uma amiga minha:
" E eu que pensava que só gostava de cães e gatos!! "

Eu também fui uma das que só descobriu a verdadeira vocação, desejo e alegria de ter um bebé depois do meu Piki nascer!

Parece que foi ontem. O tempo voa...

Bonitas palavras as tuas :)

Liana Clara disse... [Responder Comentário]

Gostei muito deste seu texto, um verdadeiro poema a beleza de ser mãe.
Vim visitar seu blog e gostei de tudo.
Espero que dê continuidade a vida tendo outros lindos filhos. Eu cheguei aos nove e te digo que TODOS valem a pena.

Adriana Alencar disse... [Responder Comentário]

Que texto lindo! Ser mãe é tudo isso, sofrer pelo mais singelo amor e ser feliz por isso. O que você passou logo após o parto é muito comum, a exaustão da mulher e a sobrecarga hormonal mexem com os sentimentos. Ainda bem que agora tudo está bem e você pode curtir essa dádiva maravilhosa da maternidade!
Bj
Adri

Enviar um comentário

Partilha comigo a tua opinião

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...