quinta-feira, 8 de julho de 2010

Amamentar é carinho

Através da amamentação fornecemos a perfeita alimentação para o nosso bebé, mas não só. É carinho, atenção, calor, protecção...
O medo de não conseguir amamentar é na maioria dos casos sem fundamento. Ele existe por falta de apoio e informação. No entanto, muitas vezes demora e é complicado até que a mãe e o bebé se sintam bem com a amamentação. Temos que confiar no nosso pequenino - a linguagem corporal do nosso bebé diz-nos rapidamente se tem fome, se já está satisfeito ou se simplesmente só quer mimo.
Vou contar como as coisas aconteceram comigo. O meu tesouro nasceu na Alemanha, fui desde o nascimento incentivada e ajudada para que a amamentação corresse bem. O Leo nasceu prematuro (às 34 semanas) o que torna tudo ainda mais complicado, pois demora mais para que o leite se comece a formar. O parto foi de cesariana e de emergência o Bebé tinha que nascer :( Eu tinha o raro HELLP-sindrome. O Leo foi para a incubadora e transferido de hospital e eu fiquei 4 dias nos cuidados intensivos com algumas sequelas. Passados dois dias nos cuidados intensivos o meu leite começou a descer mas devido à medicação o Leo não o poderia beber, então eu tirava com uma máquina e deitava para o lixo (o que era muito difícil) para permitir que mais tarde tivesse oportunidade de amamentar. Tirava leite de 2 em 2 horas. E ao fim de 4 dias sai dos cuidados intensivos e levaram-me a ver o meu tesouro, finalmente... A partir do momento que já podia amamentar mandava o leite para a clínica do Leo e quando me permitiam ia eu mesma amamenta-lo, tempos complicados mas que valeram o sucesso :) o Leo aumentou muito bem de peso e quando recuperados fomos para casa. Amamentei o Leo exclusivamente até aos 6 meses e hoje com quase 10 meses amamento 3 a 4 vezes ao dia e corre lindamente :)
O inicio é muito complicado mas com muita força e apoio dos pessoal médico e da família consegue-se. Não há melhor que o leite materno, protege o nosso tesouro e dá-lhe segurança. Sabem que mais, com quase 10 meses o Leo nunca ficou doente :)

4 comentários:

Fernanda disse... [Responder Comentário]

Deve ter sido muito complicado, Sofia! Se fosse em Portugal, duvido que tivesses conseguido manter o leite até poderes amamentar.

Sou 100% a favor da amamentação; só vejo vantagens. Amamentei o Duarte até aos 9 meses ( porque depois fui trabalhar) e a Letícia até aos 13, neste último mês fiz a transição gradual do meu leite, para o de vaca e deste modo não tive que tomar nada para secar o leite. Secou naturalmente.
Os meus pequenos também nunca ficaram doentes!

Bjossss

Alma disse... [Responder Comentário]

Olá Sofia!
Foi a querida que está no comentário de cima que nos juntou :D, obrigada Fernanda.
Parabéns, parabéns e parabéns.
Infelizmente a Fernanda tem razão se fosse cá neste jardim à beira mar plantado certamente não terias o mesmo sucesso. Eu sou 100% a favor da amamentação, o meu filhote mamou até aos 3 anos e 5 meses porque engravidei e a amamnetação começou a ser bastante dolorosa para mim, mas o desmame começou bem antes e de forma muito gradual tanto que não tive que tomar nada para secar nem o MeninoA. teve qualquer tipo de «crise», eu apenas tive o cuidado de quando pensei engravidar novamente preparar o desmame naturalmente.
Quanto a doenças felizmente e graças a Deus também nunca este, apenas umas constipações muito ligeiras que duram +/- 2 dias e pronto!
Bjs
MamãF.

ESpeCiaLmente GaSPaS disse... [Responder Comentário]

Amamentar é algo fantástico, que se veio perdendo ao longo dos tempos. Cada vez parece que menos mães amamentam.

Ainda há bem pouco tempo fui a um centro comercial e vi 3 bebés (de mães diferentes) quase recém nascidos, além de ficar perplexa por já estarem enfiados na confusão dum CC, fiquei ainda mais pasma pelo facto de ambos os 3 já estarem a ser alimentados a biberon em vez de mamarem...

Tempos modernos, será? Se assim for qualquer dia deixamos de ser mamíferos. A evolução da nossa espécie vai eliminar-nos o peito...

Sofia disse... [Responder Comentário]

@ESpeCiaLmente GaSPaS

Sabes aqui na Alemanha deparei-me com o oposto... muitas mãe amamentam pelo menos até aos 6 meses exclusivamente e depois as que têm que trabalhar vão deixando.
Sabes a ultima vez que estive em Portugal tive que ir a um centro comercial fazer umas compras e depois demorei mais que esperava e tive que amamentar o meu pequeno lá, escolhi uma zona calma mas mesmo assim senti os olhar das pessoas que passavam, senti que não era nada normal alguém amamentar em publico.... Acho que é uma questão de cultura, aqui pelo que me disseram era como aí à alguns anos mas hoje em dia incentiva-se muito a amamentação, existem inclusive grupos de ajuda em que as mãe se reunem semanalmente para falarem e trocarem ideias.

Enviar um comentário

Partilha comigo a tua opinião

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...